sábado, setembro 16, 2006

Ontem de manhã quando cheguei a casa, dirigi-me ao computador e coloco na ranhura do dito cujo (o computador...) o dvd da Mafalda ao vivo no Coliseu. Deitei-me no meu leito, seguro que não iria descansar mais de 5 minutos... O tempo foi passando, entre "Restolhos" e "Tatuagens", mas a força que me apegava à cama era mais forte do que qualquer banalidade que houvesse para fazer, mais nada importava do que estar ali, sozinho, com os pensamentos que chegavam e partiam com a agitação de um terminal de aeroporto... Acho que naquela hora e meia revivi as memórias recentes e antigas, a noite anterior e o primeiro dia de escola...
Não desfiz nenhuma duvida, aliás acho que nunca perceberei certas coisas... mas percebi que tenho amigos de sobra para me contentar com lamentos e lágrimas. Porque "A vida não é dia sim, dia não" vou voltar à estrada, quem quiser boleia, o carro nunca irá cheio, mesmo para quem saltou em andamento...

Desculpem tanto tempo sem escrever mas a minha cabeça andou em musculos, ossos e orgãos.



P.S. Decidi-me a ouvir a musica "Carta" dos toranja com atenção à letra com grande esforço para não dormitar com a monótona (no mínimo) voz do "cantor" e está um poema muito bom. Por isso a quem eu disse que a letra nao fazia sentido, as minhas desculpas...

3 comentários:

Nandita disse...

Para começar, é bom ver que estás de volta...
Depois, saber que mudaste de ideia em relaçao à "Carta" ui ui loool qualquer dia até ouves o meu tio Fonseca sem refilar...

Agora seriamente, obrigada à Mafalda se foi ela o catalisador dos teus pensamentos. Mesmo que ainda o nao tivesses concluido, tens amigos, sim, muitos, porque nunca sobram, mas que nunca te vao faltar...
Dá à chave, Ghost... e segue caminho! (nao vou fazer a piada estupida sobre os rails...)

Beijo, duma amiga sempre aqui

Vulpes disse...

Ghost, ghost...caça os teus próprios fantasmas, e se quiseres ofereço-me para varrer os pedaços de nuvem que andam por aí perdidos a encher-te a cabeça de nada e a fazer tornados. O sol brilha só para ti quando quiseres, está lá sempre por cima das nuvens. Sê feliz amigo, porque só te falta sorrir! Beijo da tua girl almost next door

impressaodigital disse...

muito bem... tempo bem passado. :)

muito obrigada pelas tuas palvras no meu blog. enche-me o peito ler palavras como as tuas... e talvez por isso, ou melhor, também or isso é que continuo e não desisto quando a imaginação me atraiçoa e "adormeço" a escrita...