segunda-feira, junho 30, 2008

Patético

Se sou?
Talvez seja, bastante até…
Enquanto o tempo passou,
Deixei de me importar
Se andava a rastos ou de pé.
Se nunca me apercebi?
Claro que sim…
Mas deixei de querer lutar,
Se não morri,
Pelo menos beijei o fim.
Mas não sou patético sozinho,
Não sou só eu quem definho,
E quem vive em função de buracos no peito.
Esconder ou fugir para sempre,
Escolher esse caminho,
É ser patético com falta de jeito.

1 comentário:

Lau* disse...

olha, olha..
so pa deixar um beijinho =)

***