domingo, dezembro 02, 2007

Mundo novo

Um mundo novo…...
Uma nova manhã, depois do breu.
E de repente já nem me comovo,
Se os sonhos terminam com o sol.
Não sei que faça ao novo eu.
Se o alimente e o faça crescer,
Ceder e morder o anzol.
Ou se acabe com ele ao nascer.
Há causas maiores que valem a pena,
E mesmo que haja quem discorde
Não existe uma alma pequena,
Uma que seja.
E então encontro-te o olhar,
Ao fundo um sorriso flameja.
E se não for por amar,
Hão-de haver outros caminhos,
É bom seguir em frente,
Ser de novo eu. Ser de novo gente.

1 comentário:

Silent Raven disse...

Às vezes, o mundo novo que procuramos está dentro de nós... Naqueles momentos em que aprendemos a amar as coisas boas por aquilo que são, em vez de as lamentar por aquilo que nos falta.

Stay safe... And keep going!

S. Raven