domingo, novembro 18, 2007

Este fim de semana decidi ficar na terrinha. Não para poupar dinheiro, nem tão pouco para estudar. Apeteceu-me ficar sozinho, fugir um bocado da azáfama do dia a dia, sem gente por todo lado e com muito tempo para descansar. Isolar-me do mundo durante 2 dias é uma espécie de defesa, uma garantia de não ser tomado como parvo, um retiro para que perceba que não posso dirigir uma bala e um ramo de rosas a um mesmo objecto, sem que este mereça nem um nem outro. Eu posso ser va... Despistado.
Mas consigo ver além do óbvio e muito mais do que os discursos feitos, para mim, valem pequenos gestos, sorrisos e comentários, que me mostram que nem tudo é claro como era suposto, como eu acho que mereço.

Este é de mim para mim.

1 comentário:

Silent Raven disse...

"...não posso dirigir uma bala e um ramo de rosas a um mesmo objecto, sem que este mereça nem um nem outro."

O que a vida nos faz...